II Feira Nacional da Reforma Agrária

Nos dias 4,5,6 e 7 de maio (2017), o Parque da Água Branca (Avenida Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca, São Paulo) receberá a II Feira Nacional da Reforma Agrária, organizada pelos membros do movimento social MST, que busca o diálogo com a sociedade sobre as questões de consumo de produtos agrários, se preocupando com a origem e a forma de produção desses alimentos: “Vimos partilhar com a sociedade os frutos da luta pela terra e pela Reforma Agrária”, afirma Débora Nunes, da coordenação nacional do MST.

Segue o calendário da feira e leia mais sobre em: MST anuncia data para 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária

IMG-20170426-WA0012IMG-20170426-WA0013IMG-20170426-WA0014IMG-20170426-WA0015

Equipe do site Ciências Sociais Uninove

Anúncios

Informativo: Semana de Ciências Sociais e História (23/09)

A Semana de Ciências Sociais e História fecha seus encontros com um debate muito pertinente e urgente: Escola Democrática X Escola sem Partido. Um tema super delicado que requer muita reflexão sobre: O que se quer com esse projeto? Qual é a real motivação para limitar a atuação dos docentes?

Para saber argumentar, analisar e contestar, mesmo que seja um processo estranho para os opositores, é necessário conhecer o projeto, acessar o site, saber o que estão propondo, pois á máxima que diz: Para combater o inimigo, é preciso conhecê-lo, é válida e nos traz o tamanho da urgência que devemos encarar esse assunto.

dsc01104O Profº Dr. Antonio Simplício de Almeida Neto abriu o debate fazendo exatamente isso, mostrou o site para a platéia, leu o conteúdo, que está publicado para quem tiver a curiosidade (Projeto Escola sem Partido), e fez argumentações sobre todos os pontos que ferem a LDB (Lei de Diretrizes e Bases) mostrando sua visão sobre o projeto e a inviabilidade do mesmo. Logo em seguida, o Profº Dr. Antonio Joaquim Severino, complementou o debate, reforçando os pontos delicados e chamando atenção para o assunto não cair no esquecimento. Por fim, o Profº Moisés compartilhou sua recente vivência como docente em Sociologia, relatou momentos vividos em sala de aula e relacionou esses fatos com o projeto que, no seu relato, é impossível ser praticado, visto que, a escola é um ambiente público, no qual todos os alunos possuem individualidades e realidades sociais diferentes.

ANTES DO DEBATE…

Abrindo a noite, tivemos a apresentação da Coreografia Ditolinhadura (com o grupo Corpo Molde de Dança), que apresentou um belíssimo número de dança e expressão cujo o tema foi a Ditadura. #EmBreveVídeos

Ao ser perguntando como foi feita escolha do tema para a coregrafia, o grupo respondeu que a ideia inicial era expressar sobre o Holocausto, mas fizeram uma reflexão e concluíram que, antes de olhar para fora, tinham que olhar para dentro. Escolha muito temporal, pois, a Ditadura é nossa história, tem que ser lembrada para não ser repetida.

A Semana de Ciências Sociais e História foi muito produtiva e feliz ao trazer temas tão importantes que necessitam de debate, reflexão, projetos de políticas públicas, conhecimento da população e urgência em sua execução. Parabéns para o corpo docente que organizou e proporcionou esses encontros e obrigado a todos os alunos que deram o prazer da presença e colaboraram muito para que os debates acontecessem de forma positiva e enriquecedora!

SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HISTÓRIA

cenario-cidade-grafite_OK_ZUPI

2º Semestre de 2016 A Semana de Ciências Sociais terá a participação do curso de História (todos os semestre da unidade Memorial), e por conta disso, o evento se chamará: Semana de Ciências Sociais e História. 😉

Por Cinthia Almeida

Informativo: Semana de Ciências Sociais e História (Noite – 22/09)

A Semana de Ciências Sociais e História, recebeu na noite de hoje (22/09) o tema: Direito à Memória, com exibição do filme de Tata Amaral: Trago Comigo, que relata fatos vividos pelo personagem principal na época da Ditadura.

O filme é interessante porque mistura teatro e cinema e demonstra a importância de se ter viva a memória para que a vida não se perca em meio ao cotidiano caótico. Logo após o longa, abri-se para o debate do tema Ditadura, onde os convidados falaram um pouco sobre o filme e suas vivências na época da Ditadura.

dsc01033Paula Pretta falou como foi a preparação e as gravações do filme (que ocorreram em 2009) e ressaltou como ele é atual e necessário. Os outros dois convidados (Anivaldo Padilha e Cida Costa) foram militantes políticos na Ditadura e contaram como vivenciaram essa época e como faram suas prisões.

Quando encontramos pessoas que usam das suas lembranças como arma para combater a violência, a tirania e a falta de respeito pelo povo, não tem como não se sentir tocado e se emocionar, afinal, como disse Anivaldo, durante o debate: “Um país sem memória, é um país sem história!”

Veja o filme que foi usado como introdução para debater o tema: Direito à Memória

SEMANA DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HISTÓRIA

cenario-cidade-grafite_OK_ZUPI

2º Semestre de 2016 A Semana de Ciências Sociais terá a participação do curso de História (todos os semestre da unidade Memorial), e por conta disso, o evento se chamará: Semana de Ciências Sociais e História. 😉