O Brasil foi descoberto por acaso?

a-frota-de-cabral-sai-de-portugal-1Não sei para a geração que nasceu no segundo milênio depois de Cristo (anos 2000), mas as gerações que estudaram a história do Brasil, até pouco tempo atrás, digamos que de 1500 até 1999…rsrsrs… aprenderam que o Brasil foi descoberto por acaso, que a intenção era de se chegar à Índia e as caravelas portuguesas erraram o caminho.

Dizer que essa versão é errada seria um equivoco. O problema não está em afirmar que os portugueses chegaram aqui por acaso, o problema está na imagem que se faz desse acaso. A sensação que fica é que nada existia, que aqui era mato para todos os lados e, de vez em quando, surgia um índio aqui e outro acolá.

Então, seria interessante se disséssemos: O Brasil foi encontrado por acaso, pois ele já existia e tinha muita vida nele e se os indígenas soubessem o que o branco europeu chamou de “sociedade”, eles diriam: Aqui temos uma sociedade tão complexa quanto a de vocês! #CaraPálida

Darcy Ribeiro Darcy Ribeiro, (Um breve relato sobre Darcy Ribeiro) escreveu o livro: O povo brasileiro – a formação e o sentido do Brasil, em 1995 (que será usado como fonte deste post), que conta como era a Ilha Brasil, pois antes de ser um país, o Brasil era uma ilha, com organizações socais típicas do “branco” com: divisão de poder, divisão de tarefas, divisão de trabalho, cerimônias, rituais, agricultura, culinária, cultura e todas as que podemos classificar:

Trecho do livro: A MATRIZ TUPI (p. 31 do PDF)

“…Os grupos indígenas encontrados no litoral pelo português eram principalmente tribos de tronco tupi que, havendo se instalado uns séculos antes, ainda estavam desalojando antigos ocupantes oriundos de outras matrizes culturais. Somavam, talvez, 1 milhão de índios, divididos em dezenas de grupos tribais, cada um deles compreendendo um conglomerado de várias aldeias de trezentos a 2 mil habitantes (Fernandes 1949). Não era pouca gente, porque Portugal àquela época teria a mesma população ou pouco mais.

TribosIndigenasBrasileirasNa escala da evolução cultural, os povos Tupi davam os primeiros passos da revolução agrícola, superando assim a condição paleolítica, tal como ocorrera pela primeira vez, há 10 mil anos, com os povos do velho mundo. É de assinalar que eles o faziam por um caminho próprio, juntamente com outros povos da floresta tropical que haviam domesticado diversas plantas, retirando‐as da condição selvagem para a de mantimento de seus roçados. Entre elas, a mandioca, o que constituiu uma façanha extraordinária, porque se tratava de uma planta venenosa a qual eles deviam, não apenas cultivar, mas também tratar adequadamente para extrair‐lhe o ácido cianídrico, tornando‐a comestível. É uma planta preciosíssima porque não precisa ser colhida e estocada, mantendo‐se viva na terra por meses.

Além da mandioca, cultivavam o milho, a batata‐doce, o cará, o feijão, o amendoim, o tabaco, a abóbora, o urucu, o algodão, o carauá, cuias e cabaças, as pimentas, o abacaxi, o mamão, a erva‐mate, o guaraná, entre muitas outras plantas. Inclusive dezenas de árvores frutíferas, como o caju, o pequi etc. Faziam, para isso, grandes roçados na mata, derrubando as árvores com seus machados de pedra e limpando o terreno com queimadas.

A agricultura lhes assegurava fartura alimentar durante todo o ano e uma grande variedade de matérias‐primas, condimentos, venenos e estimulantes. Desse modo, superavam a situação de carência alimentar a que estão sujeitos os povos pré‐agrícolas, dependentes da generosidade da natureza tropical, que provê, com fartura, frutos, cocos e tubérculos durante uma parte do ano e, na outra, condena a população à penúria.
Permaneciam, porém, dependentes do acaso para obter outros alimentos através da caça e da pesca, também sujeitos a uma estacionalidade marcada por meses de enorme abundância e meses de escassez (Ribeiro 1970; Meggers 1971)…”

FORMAÇÃO DOS PRIMEIROS BRASILEIROS

mapa-mundi-antigoParece um pouco complexo e estranho, a princípio, ter a ideia de que o povo brasileiro se formou a partir da mistura dos índios com os brancos e depois, com a vinda dos africanos em condição de escravos, a mistura dos negros com mestiços, brancos e indígenas. Se os índios já estavam aqui, então por que não dizer que eles eram ou são o povo brasileiro original? Essa pergunta é respondida através de uma reflexão: se o Brasil era uma ilha e não um país, se ele não foi descoberto e sim encontrado e se aqui já existia uma sociedade indígena, com suas várias etnias (cultura ou tribo), como podemos chamar de Brasileiro (alguém que nasceu num país que foi construído pela mistura) um povo que já estava aqui? Percebe o motivo da complexidade?

o_povo_brasileiro_darcy_ribeiroToda a cultura indígena era e ainda é original da Ilha Brasil, onde as etnias não se misturavam, cada tribo tinha sua organização tanto política (se formos pensar em líderes e decisões), como social (cultura e comportamento) e tiveram suas terras invadidas pelo branco europeu, seus povos escravizados até o limite, e depois foram largados à própria sorte, por conta da chegada dos negros que ocuparam a posição de escravos. Darcy (Biografia de Darcy) também relata como se deram as misturas que originaram o povo brasileiro.

No livro são mais de 100 páginas contando a linha do tempo de cada cultura brasileira, o contexto regional, político e social. Para quem prefere ver vídeos, segue:

Vídeos que ilustram o capítulo do livro: OS BRASIS NA HISTÓRIA (p. 266 do PDF)

Para chegar aos dias de hoje, precisamos ler vários outros autores que também tentaram desenhar a formação do povo brasileiro, e que são importantes para juntar os mais diversos ângulos para compreender como se deu esse processo complexo que ainda não terminou, e como sabemos, por ser exclusividade brasileira, a mistura nunca terá fim e o povo brasileiro nunca terá uma determinação padronizada, uma definição, o que nos torna especiais, digamos assim, pois, apesar de termos sim, um forte preconceito com a diversidade, pelo menos, nos permitimos amar o diferente e com isso, provocamos a mistura das etnias!

Aqui no Brasil, existe uma divisão clara de Cultura. Podemos dizer que somos brasileiros, porém, de culturas diferentes. No Nordeste se fala, se come, se veste, se expressa a cultura de formas completamente diferentes que no Sul, Sudeste e afins. E com as demais regiões também, somos compostos de 5 regiões completamente diversas entre si, reflexo da mistura originária da invasão européia e da vinda dos negros.

Por conta disso, cada região tem sua peculiaridade, e para não deixar que ninguém perdesse isso de vista, foi criado o Patrimônio Imaterial Cultural do Brasil (Site do IPHAN), que eternizou objetos, modos de preparos, danças e afins, não só na lembrança, mas na História Brasileira! São eles: Brasil e o seu patrimônio cultural

Pois é! o Brasil é imenso e não cabe neste post! Mas você pode desvendar os milhares de segredos que nossa terra esconde… vai lá, aventure-se!!! 😉

Por Cinthia Almeida

Anúncios

6 respostas em “O Brasil foi descoberto por acaso?

  1. Com a obra O POVO BRASILEIRO, nosso mestre Darcy Ribeiro nos oferta mais que um livro ou documentário sobre História do Brasil, ele realmente nos leva numa extraordinária jornada ao cerne do povo brasileiro, verdadeira ontologia do nosso ser…na historicidade da nação que vivemos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: A Sociologia Brasileira | Ciências Sociais Uninove

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s