Livro “Círculo de Cultura Paulo Freire, Arte, Mídia e Educação” – download

livro-Circulo-de-Cultura-Paulo-Freire-Arte-Midia-Educacao

Apresentação do livro:

Círculo de Cultura Paulo Freire, Arte, Mídia e Educação (download) é um livro resultante das atividades realizadas no Círculo, em setembro de 2014, no Memorial da América Latina, em uma parceria entre a Galeria Marta Traba, a Biblioteca Latino-Americana do Memorial, o Programa de Pós-Graduação em Educação e o Programa de Mestrado em Gestão e Práticas Educacionais, ambos da Universidade Nove de Julho, São Paulo.

O livro é uma produção dos participantes do Círculo, que contou com pareceres dos professores dos programas mencionados, das disciplinas Pedagogia da Virtualidade, Novas Territorialidades na Educação e Pensamento Pedagógico Latino-Americano, oferecidas no contexto das linhas de pesquisa em Educação Popular e Culturas e Gestão e Práticas Educacionais, bem como das ações do Grupo de Pesquisa-Educação em Rede: cultura, ciência, tecnologia e formação, registrado no Conselho Nacional de Pesquisas (GRUPEDE/CNPq), o que deram organicidade ao círculo. Contou com o apoio de professores e alunos de instituições parceiras, como a Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, e o Sistema de Educación de Distancia da Universidad Centroccidental “Lisandro Alvarado” –UCLA – Barquisimeto, Venezuela.

A fim de preservar a heterogeneidade dos textos produzidos e aqui apresentados, a obra organiza-se em quatro partes. As três primeiras surgiram dos três eixos temáticos do Círculo de Cultura Paulo Freire:

(1) Educação popular, círculos, redes e mídia;
(2) Educação, arte e linguagens: códigos, cidadania, ética e estética;
(3) Educação e cibercultura: políticas e ações – Pedagogia da Virtualidade.

Nestas três primeiras partes estão os textos produzidos e apresentados nos Círculos. São relatos de experiências de pesquisa e de reflexões compartilhadas entre os participantes.

Na quarta parte, foram agrupados capítulos que, em diálogo com pesquisas anteriores, com a própria experiência de pesquisadores e orientadores e, com pensadores latino-americanos, destacaram a expressão científica, artística, midiática e educacional necessária para reinventar a Pedagogia de Paulo Freire no mundo educacional contemporâneo, o que permite possibilidades outras, sensibilidade e solidariedade que atravessam as fronteiras do conhecimento.

A obra atualiza conceitos discutidos nos cursos, nas pesquisas e no Círculo e estabelece uma ponte entre a educação popular freiriana, a cibercultura, o software livre e a cultura aberta, as redes, a gestão cultural, a conectividade, a correspondência, e os conceitos de virtualidade, arte e cidadania.

O livro traz para a discussão a educação como comunicação e diálogo, a cultura tecnológica e a tecnologia como cultura, a arte e a mídia e as orientações didáticas e pedagógicas correspondentes. O leitor – o professor e o estudante da graduação e da pós-graduação – atento e ávido por novos conceitos encontrará aqui experiências com sentido cidadão, que articulam ensino, pesquisa, extensão e difusão como parte de uma política educacional e cultural que é imperiosa na educação superior.

Este e-book conta com uma riquíssima produção, fortalecendo a cooperação interinstitucional e contribuindo com uma nova geopolítica do conhecimento na América Latina, sempre em diálogo com outras realidades. Toda a produção aqui apresentada consta de termo de consentimento livre e esclarecido assinado, autorizando o registro e o uso de imagens, gravação, fotografias e filiações. É evidente que, em tempos de mudanças, está sendo traçado um novo universo de imagens desde/para/com/na América Latina. E, parafraseando o escritor cubano José Lezama Lima (1910-1976), está sendo configurada uma identidade latino-americana que se utiliza da imagem e da simbologia como um grito de resistência, de afirmação da individualidade cultural dos povos, mas também de alienação. E, porque entendemos como Simón Rodríguez, mestre de Simón Bolívar, que estamos aqui para nos entreajudar e não para nos entredestruir, é que concordamos com Beatriz Sarlo (1994), que as mudanças culturais no mundo globalizado são temas que inquietam muita gente e começam a ser tratados em meios acadêmicos.

É notável como, na América Latina, o âmbito educativo contemporâneo se apropria, de certa maneira, dos artefatos digitais que nos levam a revisitar o relacionamento que temos com o nosso tempo, com a cultura, a mídia, a arte e a educação. Implica, também, compreender a colaboração crítica na construção de uma comunidade local-global, para a abertura da ciência às necessidades populares e, assim, ir além da sala de aula para estabelecer vínculos em rede de aprendizagens nos Círculos de Cultura.”

Margarita Victoria Gomez
Universidade Nove de Julho/Líder Gruprede/CNPq

Angela Barbour
Gerente da Galeria Marta Traba

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s