Modalidades de Estágio

Entre as modalidades de Estágio em consonância com os objetivos do curso de Licenciatura em Ciências Sociais, temos a observação, a participação, a regência de aulas e a inserção em atividades com a comunidade escolar. Cada uma delas é descrita a seguir.

Observação

A observação é modalidade de Estágio que pode ocorrer em qualquer das dependências e situações das unidades escolares: salas de aulas, laboratórios, salas-ambiente, quadras, pátios, reuniões de HTP, JEI, sala dos professores. A observação é exigida nos três semestres de Estágio supervisionado.

O discente deverá observar e identificar os mais diversos aspectos da ação educativa e da unidade escolar: objetivos de ensino, conteúdos ministrados, metodologias, material didático, estratégias de avaliação, funcionamento do estabelecimento escolar (regras e procedimentos disciplinares e/ou administrativos, relações interpessoais na escola), diversas situações escolares.

No primeiro semestre de Estágio, a observação dentro e fora de sala-de-aula deverá fundamentar a elaboração, pelo discente, de uma espécie de “etnografia” da unidade escolar e de um perfil socioeconômico do bairro. Realizar o diagnóstico da escola permitirá ao aluno-estagiário conhecer a escola-campo, identificando seus problemas emergenciais, sua estrutura física e material, o perfil da comunidade escolar (pais, alunos, professores), o projeto político-pedagógico, as regras de funcionamento e organização, as relações interpessoais que fazem parte do cotidiano escolar. Já o perfil socioeconômico do bairro deve permitir ao aluno-estagiário o conhecimento das condições e modo de vida da população local.

Para realizar o diagnóstico da unidade escolar, além de circular pelas dependências do estabelecimento, o aluno-estagiário pode entrevistar e reunir-se com os membros da direção (diretor, coordenador), corpo docente e funcionários. O perfil socioeconômico do bairro pode ser traçado com base em consulta a documentos (jornais de bairro, artigos, livros, sites da Internet) que informem e/ou apresentem dados quantitativos e qualitativos sobre as origens e processos de formação e urbanização do local, atividades econômicas, características demográficas da população, existência de serviços públicos etc. Entrevistas a lideranças locais e moradores também podem ser um bom recurso para obtenção de informações qualitativas sobre o bairro e sua população.

Participação

A participação implica, por parte do aluno-estagiário, a preparação de material didático, planejamento de aulas e de atividades extraclasse, como forma de auxiliar o processo ensino-aprendizagem da turma que estiver acompanhando e melhor preparar-se para a realização das ações educativas. Essa modalidade deve ocorrer a partir do segundo semestre de Estágio Supervisionado.

Regência

A regência é a modalidade que permite ao aluno-estagiário, acompanhado do professor titular da turma, a realização das atividades didático-pedagógicas concernentes a um dos tópicos previstos no planejamento da disciplina de Sociologia. A regência é oportunidade para o discente de mobilizar seus conhecimentos para uma ação pedagógica planejada. Deve ocorrer no terceiro semestre de Estágio Supervisionado.

Inserção em atividades com a comunidade escolar

Uma das modalidades possíveis do Estágio Supervisionado é a inserção, pelo aluno-estagiário, em atividades com a comunidade escolar, em conjunto com o corpo docente da escola-campo e sob a orientação do supervisor de Estágio. As atividades com a comunidade escolar são ricas oportunidades de aproximação entre escola e pais e/ou moradores, na medida em que a escola se abre à participação e expectativas da comunidade. A escola pode oferecer sua estrutura física (quadras, locais para reuniões e
festas) e, mais do que isso, tornar-se elemento aglutinador das reivindicações e anseios da comunidade local; esta, por sua vez, pode contribuir para que o trabalho pedagógico seja, a cada dia, melhorado.

Diversas atividades, dependendo dos objetivos e das necessidades da escola e da comunidade, podem ser realizadas: oficinas socioculturais, exibição de filmes e debates, apresentação de peças teatrais (por grupos de teatro locais ou não), jogos didáticos, estudos de casos, tabulação de dados pertinentes à realidade escolar (situação de saúde, nível socioeconômico dos alunos, família e comunidade), identificação de problemas do bairro, apresentação de reivindicações ao poder público, além das tradicionais festas, jogos e quermesses.

A inserção do aluno-estagiário em atividades com a comunidade escolar é modalidade de Estágio não-obrigatória, uma vez que vai depender das especificidades da escola-campo e respectiva comunidade. Existindo, na unidade escolar, um esforço de aproximação com a comunidade, poderá o aluno-estagiário participar, desde o momento da reflexão e discussão dos objetivos das atividades até a sua organização e execução.

Essa modalidade, quando ocorrer, poderá ser desenvolvida, em qualquer dos três semestres previstos para o Estágio Supervisionado.

Por meio dessas quatro modalidades de Estágio, busca-se ampliar e dar consistência à
formação do futuro profissional capaz de:

a) Vivenciar, de forma interrogativa e investigativa, o processo de trabalho pedagógico que ocorre no ensino médio (regular e na modalidade de Educação de Jovens e Adultos);
b) Conhecer a instituição escolar e suas relações internas e externas, utilizando-se também dos saberes das Ciências Sociais e das disciplinas pedagógicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s